Consultório Sentimental #2, por Fellipe Fernandes

foto: fellipe fernandes instagram: @fellfernandes

foto: fellipe fernandes
instagram: @fellfernandes

Não repenso a decisão e se errado eu estiver, distâncias, gramados e futuros não olharei: não é luxúria (isto é amor, mas…).

E mesmo que conte suficientes e bastantes ao mundo, eu, sim, furo dedos, coço línguas e mordo as palavras.

__não me toquem!

A paixão nos dentes e o limite das mãos – o que eu preciso fazer, trêmulo, não faço: não é raiva (isto é amor, mas…)

Eu deveria desistir ou continuar perseguindo, medindo, fotografando, sujando calçadas, desperdiçando passos.

Até construiria sozinho milhares de vícios em volta dos círculos e das vasilhas pela casa para, em seguida, pingar em você gotas de minha presença.

Eu deveria e sei que isto é amor.

mas…

***

Fellipe Fernandes é um escritor que gosta de tonar ficção a própria vida. Colabora com este blog  na coluna “Consultório Sentimental” e escreve no blog Memórias de um Jovem Senhor.